Skip directly to content

Parceiros

A parceria entre o WWF-Brasil e a Associação Brasileira de Pecuária Orgânica (ABPO) começou em 2003, quando a organização iniciou um trabalho de apoio à produção da pecuária orgânica do Pantanal, uma ação inédita para uma organização ambientalista. As iniciativas são desenvolvidas no estado do Mato Grosso do Sul, com um grupo de pecuaristas que compõe a ABPO, na sua maioria descendentes de famílias historicamente envolvidas com o desenvolvimento da região, que buscam uma produção sustentável para o Pantanal. Esta parceria deu um passo importante com a criação do protocolo interno de processos produtivos e responsabilidade socioambiental da ABPO, em 2009. Por meio dele, os pecuaristas assumem o compromisso de adotar critérios que vão além das exigências da lei e da certificação e que também são importantes para a conservação ambiental.

"O Pantanal é a maior área continental úmida do planeta e este bioma, também conhecido como ‘reino das águas’, é importante para o suprimento de água e para o equilíbrio climático do planeta. É nesta região que a pecuária bovina vem se desenvolvendo como atividade econômica tradicional há mais de 250 anos, alicerçada na cultura do 'homem pantaneiro'. A criação de gado sempre se baseou na dinâmica natural da região, respeitando e convivendo em harmonia com o 'ciclo das águas', com a fauna e a flora, onde os animais são livres para se alimentar em extensas áreas de pastagens nativas", ressalta Julio Cesar Sampaio, coordenador do Programa Cerrado Pantanal do WWF-Brasil.

“Tivemos a primeira conversa com a ABPO em 2012 e fizemos um levantamento do hábito de consumo de carne dos brasileiros.
Somos seguidores da filosofia de Mokiti Okada, um filósofo que fundou a Igreja Messiânica e ensina o respeito a todos os seres vivos. A Korin é a primeira empresa do Brasil a ter o selo de bem-estar animal, na sua produção de aves. A carne é uma iguaria, um alimento muito forte. Hoje no Brasil se consome 111 quilos/ano per capita somando a carne de frango, a carne bovina e o peixe.
Se você tem uma carne mais saborosa, mais nutritiva, que preserva o meio ambiente, que fixa o homem no campo, que ajuda a parte social, ambiental, que faz bem para a sua saúde por não ter químicos, você não precisa comer tanto. Até porque como custa mais caro, você vai comer menos. Ela não é muito mais cara. Custa 20% a mais do que as carnes embaladas à vácuo, consideradas carnes especiais.
A pretensão da Korin é produzir alimentos sustentáveis e orgânicos. Eu não quero e nem preciso de propaganda. O que eu preciso é de organismos competentes, como é o WWF-Brasil, que vai agregar consistência ao projeto. Não se trata de uma lavagem verde de imagem. O WWF-Brasil, O Grupo de Trabalho de Pecuária Sustentável, a ABPO, a Embrapa Pantanal são parceiros idôneos e por isto agregam consistência e seriedade ao projeto.
A Korin fecha um ciclo, que começou com a ABPO, que reúne os produtores, e o WWF-Brasil, que tem o objetivo de desenvolver um trabalho de preservação do Pantanal e da manutenção deste ecossistema e do homem pantaneiro trabalhando na única atividade rentável no local. O projeto das duas instituições agora tem sentido completo de existir, pois a Korin está se incumbindo de vender este produto diferenciado, uma vez que só assim todo o trabalho de produzir com qualidade e com maior custo se torna viável.”

Reginaldo Morikawa
Diretor Superintendente Korin Agropecuária Ltda.

O Taurino's Organic é o primeiro açougue orgânico certificado no Brasil.  Criado em fevereiro de 2009 do Setor de Orgânicos no Mercado Central de Curitiba, vêm durante este período comercializando, divulgando e promovendo as carnes orgânicas no país. Em 2015 firmamos uma parceria com a ABPO, a qual nos possibilitou lançar a primeira marca de carnes bovina orgânica com o Selo SisOrg inspecionada pelo SIF do Brasil. E agora, queremos disponibilizar este nobre produto, furto desta incrível parceria, para todos os consumidores brasileiros.