Skip directly to content

Reinaldo lança programa “Carne sustentável no Pantanal” em evento na Famasul

quinta-feira, 1 Março, 2018

Governador pretende incentivar a pecuária de baixo impacto na planície pantaneira; programa será apresentado durante fórum que visa a discutir o sequestro de carbono no Estado

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) participa, na manhã desta terça-feira (27), da abertura do fórum “Oportunidades de precificação de carbono no setor agropecuário” e do lançamento do programa “Carne sustentável no Pantanal”. Os eventos serão realizados na sede da Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul), no bairro Chácara Cachoeira II, em Campo Grande, a partir das 8h. Trata-se da única agenda pública do governador divulgada para o dia, conforme sua assessoria.

Reunindo pesquisadores, empresários e representantes do poder público, o fórum se estende até quarta-feira (28) e visa a discutir possibilidades de inclusão de ferramentas para fixação de preço às emissões de carbono na agropecuária. Ele abordará os avanços em pesquisas para quantificação e sequestro de carbono em diferentes sistemas produtivos, bem como o programa de descarbonização firmado na COP21, na França, e temas como políticas para precificação, o Acordo de Paris e o panorama internacional do setor.

São aguardados na Capital representantes dos Ministérios da Fazenda; Agricultura, Pecuária e Abastecimento; Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações; Banco Mundial; Embrapa; e da CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária); dentre outros.

Durante o evento, Reinaldo e o secretário Jaime Verruck (Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar) vão assinar uma resolução sobre o assunto, abrangendo a pecuária de baixo impacto na região pantaneira.

A intenção é converter em política pública um protocolo desenvolvido pela ABPO (Associação Brasileira de Pecuária Orgânica) e a WWF (World Wide Fund, o Fundo Mundial para a Natureza). O Estado pretende incentivar a competitividade e a pecuária bovina de baixo impacto no Pantanal, estimulado a produção baseada no modelo tradicional, com baixo nível de intervenção nos recursos naturais.

MSTV 2ª Edição - Jeito pantaneiro de produzir carne será reconhecido pelo governador de MS
Clique aqui e assista ao vídeo